desenvolvimento pessoal

Como ser uma pessoa diferenciada

Existem bilhões de pessoas ao redor do mundo. Todas são únicas, mas muitas delas são iguais… Milhares delas concorrendo com você para a mesma vaga, que você almeja; centenas delas lutando para brilhar em seus empregos, mas, muitas vezes, são todas iguais: fazem as mesmas coisas, cumprem os mesmos horários, e reclamam das mesmas coisas.

Gostaria de ser melhor reconhecido? Quer ser diferenciado? Quer fazer a diferença? Seja diferente, então.

A diferença não reside apenas na questão profissional: cumprir os horários, superar metas, sociabilizar-se etc; diz respeito ao que há de melhor nelas, algo que as tornam diferentes das demais, a existência de algo a mais em suas essências.

A gente sempre ouve falar que fulano é diferenciado, porque trata bem o porteiro, a faxineira; diferenciado, porque se dedica de coração ao que faz, porque faz um trabalho voluntário, trabalha com crianças, com idosos etc. Pense: quantas pessoas você conhece que se diferenciam da demais, e por quê? Você perceberá que são por motivos que os tiram da média, que as fazem brilhar, simplesmente isso.

Então, seja diferenciado! Busque, em sua essência, algo novo, a que possa se dedicar, e faça desse algo, algo a mais!

Por que eu deveria ser diferente? Primeiro, porque devemos entender que somos únicos, que não somos simplesmente parte da massa; segundo, porque a pessoa se torna notada, agrega valor ao que faz, e boas oportunidades sempre chegam a quem se diferencia das demais…

Já ouviu falar de histórias de pessoas que trataram bem um desconhecido, e esse desconhecido era nada mais, nada menos, que alguém importante, ou com vínculos, na empresa? Ou de algum anônimo que alguém a ajudou com algum trocado, ou algo parecido, e no futuro esse alguém surge em condição completamente diferente, e a história se inverte? A de uma criança que, de alguma forma é ajudada, e, lá no futuro, retorna como um médico etc. Enfim, várias belas histórias… Mas você não precisa querer agradar a todos, esperando que a vida lhe retorne; ela até retornará, mas o que eu quis demostrar não foi isso, sim a existência de pessoas que se diferenciaram das demais.

Se você se encontra na mesmice, mude! Mude seu jeito, seus hábitos, seja diferente. Aprenda, estude coisas novas, vá viajar, conheça novas pessoas, aprenda a tocar um instrumento musical, aprenda a dançar, ou qualquer outra coisa, que faça você ser melhor do que você é hoje! Você se transformará, e com certeza, notarão você, e você fará a diferença.

Mas, acima de tudo, lembre-se de algo importante: não é o seu nível de instrução, ou cargo que ocupa, que o diferenciará dos demais, sim o que você faz a mais, mesmo não os tendo… Pense nisso.

Gostou? Por favor, comente, compartilhe!

Obrigado, e até o próximo texto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s